cmrmc

cmrmc

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Agenda Semanal


Programação Centro Municipal de Referência da Música Carioca - Outubro / 2015

Rua: Conde de Bonfim, 824 - Tijuca
Tel: (21) 3238-3831

Exposição__________________________________________
Elifas Andreato: Contornos da Música Carioca (terça-feira a domingo – 10h as 18h)
GRATUITO
A exposição pretende apresentar o envolvimento integral do artista com a música produzida no Rio de Janeiro, seus principais personagens, cenários e produtos: discos, capas de discos, cartazes, shows. Por meio de representações cenográficas, fotografias, reproduções, peças gráficas e recursos audiovisuais diversos, a mostra objetiva apresentar o processo de criação, as técnicas e histórias de parte significativa da produção do artista gráfico Elifas Andreato, que completou 50 anos de carreira em 2014. Uma série de reproduções consagradas que habitam o imaginário popular.

Clássicos Domingos__________________________________
Dia 4/10 – domingo – 11h – Pedro Barros
Ingresso: R$ 1,00
Concerto de violão solo que aborda o repertório da nobre escola de violonistas compositores brasileiros, um panorama que abrange os primórdios do choro de João Pernambuco, o choro influenciado de Garôto, os afro-sambas de Baden Powell e o violão sofisticado de Guinga. Um verdadeiro passeio pela música brasileira tendo como fio condutor o violão, esse instrumento que é o som brasileiro por excelência.

Dia 11/10 – domingo – 11h – Duo Rangel
Ingresso: R$ 1,00
O objetivo do duo Rangel, formado pelos gêmeos e violoncelistas, Marcos e Mateus Rangel, é acrescentar ao público em geral; crianças, jovens e adultos, o conhecimento da história da música erudita no mundo e no Brasil, através de uma execução prática em ordem cronológica de composições ou transcrições para duo de violoncelo, levando pra fora dos grandes teatros e salas de concerto a música erudita e sua rica história, buscando desta forma despertar nos indivíduos o interesse de se conhecer mais a história da música erudita.

Dia 18/10 – domingo – 11h – Marcio Hulk
Ingresso: R$ 1,00
Músico reconhecido mundialmente no mundo do samba e do choro como solista e centrista/acompanhador. Seu cavaquinho – e, algumas vezes o violão e o bandolim! – “escreve” como compositor e, também, como coautor algumas das mais belas histórias da música brasileira participando de gravações e fazendo parte da banda de artistas consagrados de nossa música como: Chico Buarque, Fundo de Quintal, Bezerra da Silva, Altamiro Carrilho, Paulo Moura, Beth Carvalho, Joel Nascimento, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Ivan Lins, Leila Pinheiro, Elba Ramalho.
São mais de trinta anos de carreira dedicados à música popular e instrumental e ao cavaquinho, instrumento marcante na cultura brasileira. Este instrumentista apresentará suas musicais e inesgotáveis novidades: um CD/Apresentação composto por músicas de sua autoria e arranjos para cavaquinho de peças de grande complexidade compostas originalmente para outros instrumentos.

Dia 25/10 – domingo – 11h – Duo Fantini
Ingresso: R$ 1,00
O objetivo do concerto é traçar um panorama da produção musical para viola e piano feito ao longo da história do Rio de Janeiro feita por compositores cariocas ou radicados na cidade.

Domingo das crianças_______________________________
Dia 4/10 – domingo – 16h – Cine em Canto (Grupo Lindos da Potcha) apresenta Músicas do Cinema Infantil
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Músicas queridas de adultos e crianças compõem um show divertido e emocionante que homenageia o cinema infantil e suas trilhas sonoras. Uma produção que pretende agradar crianças e adultos, o grupo apresenta canções de alguns clássicos como Mulan, O Rei Leão, Aladim e A Pequena Sereia, relembra também o saudoso Saltimbancos Trapalhões, sem deixar de lado a mais nova paixão entre os musicais infantis – Frozen.
Na formação do grupo de jovens, entram piano, teclado, guitarra, violão, percussão e canto, que se revezam em arranjos que se aproximam das interpretações originais e outros em versões divertidas e atuais.

Dias 11/10 – domingo – 16h – Costurando Histórias apresenta Retalhos de Arrepiar 2: O Baile
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Daniela Fossaluza, Denise Goneve, Cindy Ribeiro e Cezar Augusto Pereira
Inspirado no conto de Fabio Sombra, ao som da viola caipira, criaturas arrepiantes e misteriosas bailam livres em algum lugar do imaginário popular. Em noites de lua cheia, reuniões acontecem na mata, no cemitério e nos tapetes tridimensionais do Costurando Histórias.

Dia 18/10 – domingo – 16h – Fabbio Campello apresenta Brincantar
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Neste show de gravação do primeiro DVD, Fabbio Campello, comemora 20 anos de carreira no eixo educação e cultura passeando também pelo repertório dos shows BRINCANTAR BABY para crianças até 3 anos, BRINCANTAR JUNINO e BRINCANTAR FOLIA que são desdobramentos do formato inicial. Com várias participações especiais, coral infantil e a característica capacidade de promover interação com a plateia, o show promete unir a cultura popular, a brincadeira cantada e a diversão, nas comemorações do mês da criança. Na formação, muita percussão, percussão de latas, piano, flauta transversal, violão, teclados, sanfona e dança popular. As canções são frutos de vivências na área da educação em projetos pedagógicos e culturais, numa temática totalmente sintonizada com o universo infantil.

Dia 25/10 – domingo – 16h – Casa de Curió
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Espetáculo autoral que mistura as linguagens de maior sucesso com o público jovem no teatro, a comédia Stand Up e o Musical, com a milenar arte de contar histórias. O grupo Casa de Curió integrado por quatro artistas, pesquisadores, educadores e pais – vem se tornando uma referência na formação de plateia para o teatro e de leitores, além de trabalhar com musicalização e ferramentas para a alfabetização. Quatro vozes, violão, guitarra, baixo, cavaquinho, ambientações sonoras computadorizadas e muitos instrumentos construídos na hora dão o tom de uma divertida viagem no tempo que sai do livro e volta para o livro.
__________________________________________________
Dia 1/10 – quinta-feira – 19h30 – Christiano Guerra Band
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Trio de Blues Rock liderado pelo guitarrista e vocalista carioca Christiano Guerra. Apesar de ser o blues o ponto de partida, as músicas vão se mesclando a brasilidade da banda, que já tem 4 discos em seu catálogo. O trio já passou por grandes festivais: Festival de Jazz e Blues de Rio das Ostras, tocaram na mesma noite que o atual nome do blues rock mundial Poppa Chubby, Rock Humanitário (C.F.), junto de bandas como Sepultura e Almah.

Dia 2/10 – sexta-feira – 19h30 – El Efecto
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Ao longo de 13 anos e com quatro discos lançados, "Como Qualquer Outra Coisa" (2004), "Cidade das Almas Adormecidas" (2008), "Pedras e Sonhos" (2012) e “A cantiga é uma arma (2014), El Efecto vem expandindo seu público em apresentações por todo Brasil e em alguns outros cantos, tais como Ambato (Equador), Buenos Aires (Argentina), Porto y Lisboa (Portugal), Málaga e Íllora (Espanha). A sonoridade do grupo é definida pela mistura resultante da pesquisa de linguagens e gêneros, visitados através de um olhar contemporâneo. A formação clássica de guitarras, baixo e bateria, garante a marca incontornável do rock. Mas, ao mesmo tempo, o uso de elementos como clarinete, trompete, flautas, percussão e bases pré-gravadas, sintetiza a tentativa de fugir dos caminhos esperados.

Dia 3/10 – sábado – 19h30 – Canção do Exílio
Gratuito
Em 2012, a cantora Natasha Faria e o multi-instrumentista Moacir Bedê iniciaram uma imersão no legado da música popular cearense, selecionando suas canções mais originais para compor o repertório do projeto. A intenção era clara: não ceder à tentação de tocar os grandes sucessos que fizeram famosos Raimundo Fagner, Belquior e Ednardo, mas buscar no amplo trabalho desses artistas as pérolas desconhecidas, as parcerias secretas, as canções que a grande mídia esqueceu ou, para melhor dizer, as canções "lado B". O fato de muitos desses artistas terem se exilado no sudeste do País, ou apenas fugido de si numa dimensão metafórica, deu nome ao projeto. No formato de quarteto, composto por voz, violão, baixo e bateria, o Projeto Canção do Exílio busca a memória e a rebeldia do Nordeste, em rock, pop e baião, dando-lhe novas versões.
_________________________________________________
Projeto EGEM (Encontro Geral Musical)
É uma iniciativa que nasceu a partir de dois debates realizados no programa "Maestros MPB” da Radio MEC apresentado por Jaime Alem, com a participação de Gilson Peranzzetta, Itamar Assiére, Jessé Sadoc, Marcelo Martins e Felipe Radicetti, onde alguns temas foram debatidos, entre eles: a música como entretenimento e a música para se ouvir, a reconquista do público para o que se convencionou chamar de MPB e a opção da mídia convencional pela música massificada. Ao final destes debates foi feito um apelo à mobilização de músicos instrumentistas, cantores e compositores em prol de projetos coletivos para sacudir da imobilidade do segmento da música popular.

Dia 7/10 – quarta-feira – Trio de 2 - Rômulo Gomes e Xande Figueiredo / Cordas Vocais - Andréa Montezuma e Jorjão Carvalho (Projeto EGEM)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Rômulo Gomes e Xande Figueiredo – Com arranjos ousados, misturando o que há de melhor no universo da música brasileira, mesclando canções inéditas com clássicos da MPB, o Trio de 2 mostra uma sonoridade bastante original, reproduzindo um som de trio (baixo, bateria e violão) apenas com dois instrumentos(violão e bateria). Os dois músicos demonstram um belíssimo entrosamento nesse novo trabalho chamado Trio de 2.
Andréa Montezuma e Jorjão Carvalho – O espetáculo tem como objetivo integrar a voz como um instrumento, fazendo dueto com o contra-baixo, que por sua vez atua de maneira harmoniosa, explorando todo o potencial do músico e da cantora. No repertório, clássicos da MPB são apresentados através de arranjos requintados, somando às composições de Jorjão Carvalho e Andréa Montezuma.

Dia 21/10 – quarta-feira – 19h30 – Duo Daniela Spielmman e Domingos Teixeira / Maestro Rafael Barros Castro e quinteto de cordas da OSRJ (Projeto EGEM)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Duo Daniela Spielmman e Domingos TeixeiraO duo se reuniu pra mostrar que a música instrumental popular brasileira continua dando muito certo. A idéia da escolha deste repertório foi a proximidade da saxofonista Daniela Spielmann com os grandes mestres da música brasileira alguns lendários como o recém-falecido grande Zé Menezes, mestre Paulo Moura e o querido Sivuca, músicos estes que a saxofonista teve o prazer e sorte de poder “fazer muito som” juntos e no caso de Paulo Moura, até uma dissertação de mestrado. Afora os mestres dos mestres consagrados por todos: como Villa-Lobos, Jacob do Bandolim e Pixinguinha. Outra ideia é da reverencia à maestria é fomentar composições próprias e de jovens compositores e instrumentistas como Domingos Teixeira e a própria Daniela.
Rafael Barros Castro e Quinteto de Cordas da OSRJmaestro, compositor, arranjador, pianista e cantor. O artista apresenta obras autorais presentes em seu primeiro CD lançado em Abril de 2015. Sambas, choros, jazz e releituras de clássicos da MPB estarão no roteiro do show, que contará também com a participação especial de músicos da Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro (OSRJ).
____________________________________________

Dia 8/10 – quinta-feira – 19h30 – Projeto Rock S/A apresenta Protocolo B e Quarto Teto
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Protocolo B – Componentes: André Mello (voz e guitarra), Will Souza (baixo) e Luciano Lima (bateria). Fundada em 2006, a banda tem como característica a alta performance nos shows ao vivo. Seu estilo está inserido na escola da evolução do POP e do ROCK, levando ao público seu som com um tremendo "push". Suas letras trazem a tona as diversas esferas do comportamento humano atuantes em contextos distintos.
Seu perfil sonoro permeia na musicalidade construída nos bons e marcantes anos 80 e 90, principalmente da escola nacional. E, sem dúvidas essa sonoridade e linguagem da banda, resulta das influências e da experiência musical de cada músico, que generosamente mergulhou e se apaixonou pelo projeto, contribuindo positivamente na construção da identidade da mesma.

Quarto Teto – Há muitas canções e shows atrás, quatro rapazes do subúrbio carioca se reuniram para tocar o bom e velho rock ‘n roll. A banda tem como referência bandas internacionais como Foo Fighters, Incubus, Muse, Velvet Revolver, Queens of the Stone Age, Pearl Jam, Guns ‘n Roses, Metallica, Stone Temple Pilots, Audioslave. Também é contaminado pela influência de artistas nacionais como Arnaldo Antunes, Cazuza, Barão Vermelho, Legião Urbana, Novos Baianos, Moska, Lenine, e toda uma leva de artistas e músicos que transitam tanto pela MPB, e mesmo Samba, como pelo Rock, enquanto escolha artística.

Dia 9/10 – sexta-feira – 19h30 – Rosana Sabença
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Cantora e compositora de bossa nova, samba e jazz, Rosana lança seu CD "Manhã de Mim". Com o show, Rosana faz mais uma viagem em sua longa estrada musical, em que já atuou com grandes nomes da música popular brasileira. A cantora começou sua carreira no final dos anos 80, participando de festivais e apresentações em programas de televisão, sempre com seu balanço sob a influência da MPB, do Jazz e da bossa Nova.
Com o grupo Azymuth, gravou a faixa “Folgada do CD “Before we forget”, lançado em Londres. Também se apresentou com Wilson das Neves, Paulinho Trumpete, Bidinho, Raul de Souza, Maurício Heinhorn, Roberto Menescal, Rubão Sabino, Ênio Santos, Victor Bertrami, Pascoal Meirelles, entre outros.


Dia 10/10 – sábado – 19h30 – Quinteto Rubato
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Avelino Ferreira López (oboé), Óscar González Estévez (clarinete), Adrián Silva Magdalena (flauta), David Novelle Fernández (fagot), Daniel Otero Carneiro (trompa)
Quinteto de sopros "Rubato" (Espanha/Galícia) é um grupo de música de câmara composto por cinco músicos galegos decididos a mostrar o talento e as possibilidades artísticas dessa formação. Seu principal objetivo é a difusão da música de câmara para quinteto de sopros, assim como a divulgação e estreia de composições originais, dando visibilidade e apoio aos criadores espanhóis, enriquecendo o repertório existente para este tipo de formação, impulsionando e promovendo a criação e difusão da música de câmara. O Quinteto Rubato está em turnê no Rio de Janeiro a convite da Banda Filarmônica do Rio de Janeiro.

Dia 15/10 – quinta-feira – 19h30 – Bandanna Blues
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Anna Carla Fernandes (vocal), Eduardo Mizutani (teclado), Mauricio "Codfish" Fernandes (guitarra) e Claudio Guerrero (bateria).
A Bandanna Blues se formou em 2007 quando amigos, que participavam das Jams Sessions da Banca do Blues, que aconteciam ao ar livre, organizaram o primeiro tributo à Eric Clapton na banca. Depois de participar de dois CDs de coletânea de blues, a banda lança o EP "Gato de Babel" com músicas próprias, gravadas em diferentes momentos de sua história, e duas canções ao vivo. A banda busca um diferencial musical através de influência rockabilly e rock no repertório blues. Freddie King, BB King, Eric Clapton, Imelda May, Stray Cats, Debbie Davies e Susan Tedeschi fazem parte do repertório da banda.

Dia 16/10 – sexta-feira – 19h30 – Hugo Ardilha
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O cantor traz para o público um cd de músicas autorais no estilo Pop/Rock em português e espanhol. O álbum chamado “Tudo Diferente”, possui nove faixas compostas ao longo da adolescência e uma faixa composta em parceria com sua mãe Sônia Ardilha. Essas músicas foram influenciadas por artistas brasileiros e estrangeiros, como Laura Pausini, Queen, Lara Fabian, Milton Nascimento, entre outros. Apaixonado por idiomas, em especial a língua espanhola, Hugo canta em três idiomas: inglês, espanhol e italiano.

Dia 17/10 – sábado – 19h30 – 1° Encontro Internacional de Acordeons do Rio de Janeiro
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Com o objetivo de apresentar ao público o poder sonoro que tem o acordeon, apresentando vários contextos musicais, farão apresentações acordeonistas de todo mundo, cada um com sua performance específica, o que será uma riqueza de sons, e com as individualizações de cada um.

Dia 22/10 – quinta-feira – 19h30 – Projeto Rock S/A apresenta Algoz e Davy Jones
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
AlgozCom afinações mais graves que o usual e timbres bastante saturado de guitarra e baixo, a banda conta também com uma bateria com desenhos agressivos e um vocal feminino bastante grave, trazendo em suas músicas próprias letras cantadas em português. AAlgoz é uma banda de rock carioca formada em 2003 que tem em sua formação atual Elza La Sombra no vocal, Robson Pontes na bateria, Diogo Nascimento na guitarra e Klaus Grunwald no baixo.
Davy Jones (rock alternativo) - Rafael Rocha (guitarra e voz), Felipe Maya (guitarra), Rodrigo Varanda (baixo) e Ray Oliveira (bateria). Trata-se de uma banda independente carioca formada em meados de agosto de 2014. As canções são um retrato das diferentes influências musicais dos integrantes, buscando sempre sua identidade musical, com objetivo bastante audacioso que é contribuir de alguma maneira no cenário musical.

Dia 23/10 – sexta-feira – 19h30 – Tarantinos
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
A Banda Tarantinos foi criada para executar músicas das trilhas sonoras do diretor Quentin Jerome Tarantino, venerado por suas referências à cultura pop, seu apurado gosto musical e sua habilidade de misturar com maestria imagens com músicas que transformam suas cenas.
Músicas que vão de John Legend a Soundgarden, passando por clássicos de Dick Dale e David Bowie. Na tela, clipes dos filmes criando o ambiente de cinema.

Dia 24/10 – sábado – 19h30 – Noite – Tributo a Dick Farney
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Acompanhar a carreira de Dick Farney é percorrer a história da canção brasileira, desde o romantismo ao samba, do jazz a invenção da bossa nova, Dick foi acima de tudo um refinado e dedicado músico que até o fim de sua vida se apresentou sempre com grande carisma e muito humor. O cantor Lucas Weglinski vai interpretar Dick Farney, e será acompanhado pelo piano de Cristina Bhering.
Eles vão revisitar este repertório em ordem cronológica, dividida por décadas que vai de 1935 a 1987. Cada década representa um momento importante da história da música ilustrada por suas canções e acaba sendo um retrato afetivo da canção brasileira e internacional. O repertório vai de Caymmi a Tom Jobim, passando por Bonfá, Bill Evans, Dolores Duran, Bing Crosby, Gershwins, além de Carlos Lyra, Paulo Sérgio e Marcos Valle, Billy Blanco, Luis Bonfá e clássicos do Jazz americano como My Funny Valentine, Misty, The Man I love, Deep Purple e What are you doing the rest of your life.

Dia 28/10 – quarta-feira – 9h as 11h – Estação Brincadeira / Carro-céu (Gravação – Programa da Rádio MEC)
GRATUITO
Gravação do programa carro-céu com Jujuba e Ana Nogueira. Esta atração faz parte da programação infantil “Estação Brincadeira” todos os sábados na Rádio MEC.

Dia 29/10quinta-feira – 19h30 – Luiz Zamith e Banda
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Guitarrista, violonista, compositor e arranjador, nasceu no Rio de Janeiro em 1964. Bacharel em Violão Clássico na Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde estudou com Turíbio Santos e Léo Soares.
Neste espetáculo intitulado “Introspecção”, cuja apresentação de estreia se dará no Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola, com o auxílio luxuoso de Ronaldo Diamante (baixo), Daniel Garcia (flauta e sax) e Paulo Diniz (bateria), Luiz Zamith vai apresentar algumas de suas composições e releituras instrumentais de músicas de Bill Bruford, Camel, Jeff Beck, King Crimson e Steve Hackett.

Dia 30/10 – sexta-feira – 19h30 – Daniel Guimarães
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O guitarrista/violonista fluminense lança seu primeiro trabalho autoral (instrumental) na companhia dos músicos Auriu Irigoite (baixo),Mario Lencina (bateria) e Leonardo Mendes (gaita). O disco apresenta influências da música  brasileira comtemporânea e do Jazz e recebeu comentários positivos do Globo (Silvio Essinger, 29/10/13) e do renomado guitarrista Leo Amuedo.

Dia 31/10 – sábado- 19h30 – Duo Paula Faour e Guga Mendonça
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Paula Faour e Guga Mendonça trazem para o público, o melhor da música brasileira e internacional, através de arranjos modernos e suingados, resgatando pérolas da bossa nova ao MPB, do baião ao samba jazz, ou mesmo os tradicionais standards do jazz já apresentados pelo duo em teatros e casas noturnas – como o Café do Alto, no tradicional bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, onde se apresentam semanalmente. 

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Programação Centro Municipal de Referência da Música Carioca - Setembro / 2015

Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca
(21) 3238-3831


Exposição_______________________________
Elifas Andreato: Contornos da Música Carioca (terça-feira a domingo – 10h as 18h)
GRATUITO
A exposição pretende apresentar o envolvimento integral do artista com a música produzida no Rio de Janeiro, seus principais personagens, cenários e produtos: discos, capas de discos, cartazes, shows. Por meio de representações cenográficas, fotografias, reproduções, peças gráficas e recursos audiovisuais diversos, a mostra objetiva apresentar o processo de criação, as técnicas e histórias de parte significativa da produção do artista gráfico Elifas Andreato, que completou 50 anos de carreira em 2014. Uma série de reproduções consagradas que habitam o imaginário popular.

Domingo das crianças__________________________
Dia 27/09 – domingo – 16h – Silvia Castro apresenta Encantos: Histórias e Canções
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Canções e pequenas narrativas do folclore brasileiro. O espetáculo abre espaço para o encontro entre o jovem e o lúdico. As narrativas e as canções levam os espectadores ao encantamento, ao exercício da memória. Silvia Castro vai contar como foi que a onça ganhou as pintinhas que tem até hoje e também como o Macaco conseguiu beber água na casa da Dona Onça. Ela será acompanhada ao violão pelo músico Gustavo Pereira e na percussão por Endrigo Souza.

________________________________________________

Projeto EGEM (Encontro Geral Musical)
É uma iniciativa que nasceu a partir de dois debates realizados no programa "Maestros MPB” da Radio MEC apresentado por Jaime Alem, com a participação de Gilson Peranzzetta, Itamar Assiére, Jessé Sadoc, Marcelo Martins e Felipe Radicetti, onde alguns temas foram debatidos, entre eles: a música como entretenimento e a música para se ouvir, a reconquista do público para o que se convencionou chamar de MPB e a opção da mídia convencional pela música massificada. Ao final destes debates foi feito um apelo à mobilização de músicos instrumentistas, cantores e compositores em prol de projetos coletivos para sacudir da imobilidade do segmento da música popular.

Dia 23/09 – quarta-feira – 19h30 – Marcelo Caldi e Nicolas Krassik (Projeto EGEM)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Reunindo jazz, choro, samba, forró (e até influências do rock), Nicolas Krassik e Marcelo Caldi apresentam um show vibrante, com técnica e emoção.
Marcelo Caldi – Ao romper barreiras entre diferentes paisagens da música, aproximar o tango argentino do forró brasileiro e se apresentar como cantor e instrumentista, além de compositor e arranjador sinfônico, Marcelo se tornou um dos músicos mais brilhantes e completos de sua geração. É um dos responsáveis pela revitalização da sanfona no cenário contemporâneo, autor do livro “Tem sanfona no choro”, que inclui CD homônimo, lançado em 2012 pelo Instituto Moreira Salles, em parceria com a Funarte (Prêmio Centenário de Luiz Gonzaga), em que resgata um material inédito, as partituras de choros da primeira fase do rei do baião.

Nicolas Krassik – Nascido em 1969 na periferia de Paris, Nicolas é um dos herdeiros da famosa tradição francesa de violinistas de jazz. Após 15 anos estudando música erudita e jazz e oito anos atuando na Europa ao lado de músicos como Michel Pettrucciani, Didier Lockwood, Vincent Courtois e Pierrick Hardy, Nicolas resolveu embarcar para o Rio de Janeiro, em 2001, e se dedicar à música popular brasileira.
_________________________________________

Dia 23/09 – quarta-feira – 9h as 11h – Estação Brincadeira / Carro-céu (Gravação – Programa da Rádio MEC)
GRATUITO
Gravação do programa carro-céu com Jujuba e Ana Nogueira. Esta atração faz parte da programação infantil “Estação Brincadeira” todos os sábados na Rádio MEC.

Dia 24/09 – quinta-feira – 19h30 – Blues Deluxe
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Haroldo Fonseca (guitarra), Luciano Rially (vocal), Ricardo Infante (baixo) e Robson Pontes (bateria).
O Blues Deluxe é uma banda de blues-rock, que absorveu o blues raiz eletrificando-o ao máximo, mesclando com arranjos de rock e doses de pulsantes improvisos, porém sem a perda de sua magia. Tudo isso somado a um repertório inédito, com composições bem elaboradas, escritas em inglês e português.

Dia 25/09 – sexta-feira – 19h30 – Dá no Coro
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Formada há oito anos, sob a direção musical de Sérgio Sansão e a direção de movimento de Jonas Hammar, a companhia conta com cantores e instrumentistas que desenvolvem um trabalho vocal e performático. Busca refletir a diversidade cultural presente na sociedade brasileira, abraçando nossas raízes indígenas, europeias e, principalmente, africanas. No Brasil, dividiu o palco com Dona Ivone Lara, Carlos Malta e Pife Muderno e Jongo da Serrinha. Em 2006 e 2011, fez apresentações na Argentina e, em 2012 e 2013, apresentações e oficinas na França.

Dia 26/09 – sábado – 19h30 – Tainã
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O cantor e compositor Tainã apresenta o show intitulado O DNA DE DOLORES tendo como objetivo resgatar as composições da grande compositora Dolores Duran, não deixando de ressaltar seu lado intérprete.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Agenda Semanal


Programação Centro Municipal de Referência da Música Carioca - Setembro / 2015

Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca
(21) 3238-3831


Exposição_______________________________
Elifas Andreato: Contornos da Música Carioca (terça-feira a domingo – 10h as 18h)
GRATUITO
A exposição pretende apresentar o envolvimento integral do artista com a música produzida no Rio de Janeiro, seus principais personagens, cenários e produtos: discos, capas de discos, cartazes, shows. Por meio de representações cenográficas, fotografias, reproduções, peças gráficas e recursos audiovisuais diversos, a mostra objetiva apresentar o processo de criação, as técnicas e histórias de parte significativa da produção do artista gráfico Elifas Andreato, que completou 50 anos de carreira em 2014. Uma série de reproduções consagradas que habitam o imaginário popular.

Clássicos Domingos__________________________
Dia 6/09 – domingo – 11h – Quarteto de Saxofones Quartessência
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Apesar da forte influência da música brasileira, o quarteto de saxofones “Quartessência” tem como característica a versatilidade, transitando nos mais variados estilos musicais, tais como: choro, maxixe, baião, samba, frevo, tango, salsa e jazz. O grupo também desenvolve concertos didáticos, apresentando ao público uma breve história do saxofone, dos compositores, e suas respectivas obras.

Dia 13/09 – domingo – 11h – Duo Igor Siqueira e Phelipe Domingues
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Igor Siqueira (flauta) e Phelipe Domingues (piano).
O duo apresenta um repertório de canções brasileiras por trás de suas poesias. Espetáculo instrumental com o objetivo de expor a riqueza melódica de nosso cancioneiro, bem representado pelas poesias cantadas de compositores como Edu Lobo, Tom Jobim, Gilberto Gil, Tom Zé, Luiz Gonzaga, entre outros.

Dia 20/09 – domingo – 11h – Trio Corcovado
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Yuri Reis (violino), Mateus Rangel (violoncelo) e Luiz Eduardo Domingues (piano e arranjos).
O Trio Corcovado surgiu da ideia de apresentar música popular com uma formação tradicionalmente ligada à música de concerto, o que carinhosamente chamamos de “Clássicos da Música Popular Brasileira”. Com sólidas formações clássicas e atuantes na cena musical erudita, como solistas e músicos convidados nas principais Orquestras e Grupos de Câmara do Rio de Janeiro, o Trio busca levar para a música popular toda sonoridade e musicalidade do erudito, proporcionando uma experiência musical única ao público.

Domingo das crianças__________________________
Dia 6/09 – domingo – 16h – Jujuba e Ana Nogueira apresentam Contos em Cantos
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O espetáculo mostra de uma maneira divertida e envolvente a riqueza do imaginário popular brasileiro no qual Jujuba e Ana fazem um jogo interativo com o público através de cantigas, contos, e brincadeiras. Os artistas cantam e contam de forma divertida e poética o nosso folclore.

Dias 13/09 – domingo – 16h – Joaquim de Paula apresenta Showcante que Encante
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O estilo musical se aproxima da “música de raiz”, com características próprias e influências do estilo erudito e do folclore brasileiro. No espetáculo serão usados instrumentos tradicionais, flauta, viola, sanfona, rabeca e percussões variadas, além de criativos recursos sonoros.

Dia 20/09 – domingo – 16h – Cagério apresenta Olá, Como Vai?
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Com composições próprias, o artista canta e brinca com as palavrinhas da Educação: Olá, bom dia, por favor, com licença e outras. De forma lúdica, o show é educativo e divertido.

Dia 27/09 – domingo – 16h – Silvia Castro apresenta Encantos: Histórias e Canções
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Canções e pequenas narrativas do folclore brasileiro. O espetáculo abre espaço para o encontro entre o jovem e o lúdico. As narrativas e as canções levam os espectadores ao encantamento, ao exercício da memória. Silvia Castro vai contar como foi que a onça ganhou as pintinhas que tem até hoje e também como o Macaco conseguiu beber água na casa da Dona Onça. Ela será acompanhada ao violão pelo músico Gustavo Pereira e na percussão por Endrigo Souza.

Dia 3/09 – quinta-feira – 19h30 – Rock S/A apresenta Chase e TopVox
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Chase – a banda resgatou as levadas do Rock Nacional do final dos anos 90 e início dos anos 2000. Uma união de todas as influências de seus integrantes, trazendo para o público um rock bem trabalhado, simples e divertido de ouvir, que mistura o rock nacional dos anos 90, surf music, skate Music, reggae, Ska, rap e uma pitada de rock alternativo. Na estrada, a banda já se consolidou, com apresentações em diversas casas no RJ, SP e outros estados brasileiros.
TopVox – formada por Pedro Dias (baixo e voz), Wagner Vallim (guitarra e vocal) e Maurício Borioni (bateria e vocal), a banda tem em sua essência toda a energia explosiva do formato Power Trio. Com um repertório autoral com letras cantadas em português, sem negar suas raízes nos clássicos e sem se prender a fórmulas e referências, a banda desbrava os caminhos do Rock brasileiro no século XXI.

Dia 4/09 – sexta-feira – 19h30 – Arthus Fochi
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Arthus Fochi (voz e violão), Machi Torrez (bateria e percussões), Gabriel Pontes (saxofone e flauta), Luizinho Alves (baixo).
Êxodo Urbano é o show homônimo do segundo disco de Arthus Fochi. O disco gravado em Madrid por convite do produtor Juan Fri Nhur mostra a trajetória do autor entre a música folclórica até a fusão com o Jazz e a música universal. No repertório Arthus embala temas do seu próximo disco Suvaco do Mundo, e conta com candombes, salsas, e outros ritmos da América Hispânica.

Dia 5/09 – sábado – 19h30 – Fred Martins
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Em um estilo particular e contemporâneo as suas composições dialogam com o samba, a bossa nova e o nordeste modal, captando também elementos do rock e blues. O talento do compositor foi reconhecido no último Prêmio Visa de Música Brasileira, onde recebeu o prêmio máximo por unanimidade do júri e o voto popular, conferido pelo público. Suas composições foram também gravadas por Ney Matogrosso (Tempo Afora, Novamente), Renato Braz (Por um Fio), Zélia Duncan (Hóspede do tempo, F lores) e Maria Rita (Sem Aviso, Perfeitamente). Fred Martins participou de vários festivais internacionais, tais como Lula World Festival (Canadá), Músicas Portuárias (Espanha), Cantos na Maré (Espanha), Jawhara Festival (Marrocos), Músicas do Mundo (Portugal).
________________________________________________

Projeto EGEM (Encontro Geral Musical)
É uma iniciativa que nasceu a partir de dois debates realizados no programa "Maestros MPB” da Radio MEC apresentado por Jaime Alem, com a participação de Gilson Peranzzetta, Itamar Assiére, Jessé Sadoc, Marcelo Martins e Felipe Radicetti, onde alguns temas foram debatidos, entre eles: a música como entretenimento e a música para se ouvir, a reconquista do público para o que se convencionou chamar de MPB e a opção da mídia convencional pela música massificada. Ao final destes debates foi feito um apelo à mobilização de músicos instrumentistas, cantores e compositores em prol de projetos coletivos para sacudir da imobilidade do segmento da música popular.

Dia 9/09 – quarta-feira – João Senise convida Gilson Peranzzetta e Zeca Assumpção e Duo Gilson Peranzzetta e Mauro Senise (Projeto EGEM)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
João Senise convida Gilson Peranzzetta e Zeca Assumpção - João Senise, cantor de timbre grave e aveludado, faz show em homenagem a Ivan Lins, tendo como convidados o maestro Gilson Peranzzetta e o baixista Zeca Assumpção. Nesta apresentação será mostrado o repertório do cd Abre Alas - “Canções de Ivan Lins”, lançado este ano por João Senise, integralmente dedicado a obra do genial compositor.
Duo Gilson Peranzzetta e Mauro Senise - Gilson Peranzzetta (piano e arranjos) e Mauro Senise (sax-alto, soprano, flauta)
Gilson e Mauro são referências da música instrumental brasileira. A proposta do Duo será a criação de um repertório exclusivamente brasileiro, mesclando composições de Gilson Peranzzetta com clássicos da MPB. O duo completa 25 anos de parceria e vai comemorar com o lançamento de seu 10º Cd Dois na Rede.
No repertório clássico da MPB, Deixa (Baden Powell), A História de Lilly Braun (Edu Lobo e Chico Buarque) e músicas de Peranzzetta.

Dia 23/09 – quarta-feira – 19h30 – Marcelo Caldi e Nicolas Krassik (Projeto EGEM)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Reunindo jazz, choro, samba, forró (e até influências do rock), Nicolas Krassik e Marcelo Caldi apresentam um show vibrante, com técnica e emoção.
Marcelo Caldi – Ao romper barreiras entre diferentes paisagens da música, aproximar o tango argentino do forró brasileiro e se apresentar como cantor e instrumentista, além de compositor e arranjador sinfônico, Marcelo se tornou um dos músicos mais brilhantes e completos de sua geração. É um dos responsáveis pela revitalização da sanfona no cenário contemporâneo, autor do livro “Tem sanfona no choro”, que inclui CD homônimo, lançado em 2012 pelo Instituto Moreira Salles, em parceria com a Funarte (Prêmio Centenário de Luiz Gonzaga), em que resgata um material inédito, as partituras de choros da primeira fase do rei do baião.

Nicolas Krassik – Nascido em 1969 na periferia de Paris, Nicolas é um dos herdeiros da famosa tradição francesa de violinistas de jazz. Após 15 anos estudando música erudita e jazz e oito anos atuando na Europa ao lado de músicos como Michel Pettrucciani, Didier Lockwood, Vincent Courtois e Pierrick Hardy, Nicolas resolveu embarcar para o Rio de Janeiro, em 2001, e se dedicar à música popular brasileira.
_________________________________________

Dia 10/09 – quinta-feira – 19h30 – Projeto Rock S/A apresenta Vênus Café e Barbie Suburbana
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Venus Café – no repertório o bom rock clássico. Com palhaçadas ultrajantes que incluem um figurino roubado do guarda-roupa de Steven Tyler, pulos e trejeitos emprestados de David Lee Roth e uma voz estridente apanhada do próprio Freddie Mercury, o vocalista Manja Master tem liderado o quarteto que vem há anos batalhando no circuito alternativo carioca. A conjunção de alta energia, refrãos cativantes sem remorso do rock clássico e old school gradualmente tem lhes valido seguidores fanáticos simplesmente no boca-a-boca.
Barbie Suburbana – com mais de 1000 shows no currículo e dois EP’s independentes gravados, a banda vem fazendo seu som pela noite do Estado do Rio, nas principais casas de rock, boates, bares, aniversários, casamentos e festas de todo o tipo. Também já marcou presença em outros estados, como Minas Gerais e São Paulo, participando de programas de rádio e televisão, como o Barlada da Rede NGT-SP, além de aberturas de shows de artistas consagrados, como Capital Inicial e Nando Reis. Em 2013 a música “Meu fusquinha” foi uma das 23 selecionadas de todo Brasil para ser uma das finalistas do Prêmio Multishow de Música, na categoria “Nova Canção”. Em maio, junho, julho de 2015, a música “Meu Fusquinha” tem sido seguidamente uma das mais pedidas do programa “A Vez do Brasil” da Rádio Cidade 102,9 FM Rio de Janeiro, ficando mais de 6 semanas em primeiro lugar.

Dia 11/09 – sexta-feira – 19h30 – Elaine Morgado
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Cantora e compositora Elaine apresentará seu novo CD Compasso da vida. O CD é composto de músicas de sua autoria, já o show vai proporcionar aos expectadores um mergulho no samba, ritmo contagiante e genuinamente brasileiro. No repertório além dos sambas autorais, a cantora fará homenagem aos grandes poetas como Nelson Cavaquinho, Zé Keti, Jorge Aragão, João Nogueira, Paulo César Pinheiro, Adilson Gavião, Adalto Magalha, Almir Guineto, Paulinho da Viola, Elton Medeiros, Sombrinha, Zeca Pagodinho e outros.

Dia 12/09 – sábado – 19h30 – Vocalise

Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Colhendo ainda os frutos do sucesso pelo lançamento de seu primeiro CD (“Tudo é Coisa Musical”, em 2004) e depois de um período estudando, ensaiando e preparando o retorno aos palcos, o grupo vocal volta ao cenário musical carioca. Com direção musical de Beth Dau e os arranjos vocais de Ivan Azevedo, também integram o grupo os cantores Fabíola Farias e Marcus Aurelius. Acostumado a realizar exibições a cappella o grupo, também conta com a parceria de Dalmo Mota, renomado violonista e professor, fundador do grupo Tríade e que tem na bagagem trabalhos com músicos do naipe de Carlos Malta e Hermeto Pascoal, dando a personalidade necessária à estética musical proposta pelo grupo.

Dia 17/09 – quinta-feira – 19h30 – Projeto Rock S/A apresenta Zuza Zapata e Cyberogre (rock eletrônico/alternativo)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Zuza Zapata – Desde 2009 se dedica exclusivamente ao seu trabalho artístico com música e poesia. Nesse tempo gravou seu primeiro disco intitulado Zuza Zapata e o segundo, intitulado Crônicas de Ontem e Outras Saudades, onde mistura poesia e rock. Teve seu primeiro videoclipe veiculado no canal multishow.
Cyberogre – criado em 2012, o single é marcado por uma melodia cativante que em alguns trechos “chega a lembrar New Order”, segundo alguns reviews. Na metade de 2013 o segundo single, Life Ends, foi lançado. Com uma construção incomum, causou estranheza. Como lado B colocamos uma reconstrução de Love Will Tear Us Apart, do Joy Division misturada com Trans Europe Express, do Kraftwerk. A faixa atingiu rapidamente o número máximo de downloads no SoundCloud e continua colecionando comentários positivos.

Dia 18/09 – sexta-feira – 19h30 – Grupo Vocal ZAI
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O grupo foi formado em fevereiro de 2014 e tem como maior intuito espalhar, através de sua arte, emoções e reflexões. Seu som é formado por 14 vozes mistas, violão e percussão. Tem também como proposta a criação coletiva de toda parte artística (arranjos musicais, figurino, cenário). Nas apresentações é feito um repertório variado com muita música popular. Além da parte musical, as performances também têm movimentações cênicas que enriquecem as interpretações das canções. Desde sua formação até os dias atuais, o grupo ZAI já realizou diversas apresentações.

Dia 19/09 – sábado – 19h30 – Flávio Miranda
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Cantor e compositor, Flávio Miranda acompanhou vários shows do seu saudoso irmão Roberto Ribeiro. Como cantor solo já se apresentou em vários Estados e Teatros, entre eles João Caetano, Canecão, Teatro da Paz em Belém, Teatro das Artes em Belo Horizonte, Teatros SESC, entre outros. No repertório, clássicos do samba e músicas do seu sétimo CD Cordilheiras.

Dia 23/09 – quarta-feira – 9h as 11h – Estação Brincadeira / Carro-céu (Gravação – Programa da Rádio MEC)
GRATUITO
Gravação do programa carro-céu com Jujuba e Ana Nogueira. Esta atração faz parte da programação infantil “Estação Brincadeira” todos os sábados na Rádio MEC.

Dia 24/09 – quinta-feira – 19h30 – Blues Deluxe
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Haroldo Fonseca (guitarra), Luciano Rially (vocal), Ricardo Infante (baixo) e Robson Pontes (bateria).
O Blues Deluxe é uma banda de blues-rock, que absorveu o blues raiz eletrificando-o ao máximo, mesclando com arranjos de rock e doses de pulsantes improvisos, porém sem a perda de sua magia. Tudo isso somado a um repertório inédito, com composições bem elaboradas, escritas em inglês e português.

Dia 25/09 – sexta-feira – 19h30 – Dá no Coro
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Formada há oito anos, sob a direção musical de Sérgio Sansão e a direção de movimento de Jonas Hammar, a companhia conta com cantores e instrumentistas que desenvolvem um trabalho vocal e performático. Busca refletir a diversidade cultural presente na sociedade brasileira, abraçando nossas raízes indígenas, europeias e, principalmente, africanas. No Brasil, dividiu o palco com Dona Ivone Lara, Carlos Malta e Pife Muderno e Jongo da Serrinha. Em 2006 e 2011, fez apresentações na Argentina e, em 2012 e 2013, apresentações e oficinas na França.

Dia 26/09 – sábado – 19h30 – Tainã
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O cantor e compositor Tainã apresenta o show intitulado O DNA DE DOLORES tendo como objetivo resgatar as composições da grande compositora Dolores Duran, não deixando de ressaltar seu lado intérprete.